Chapter 8:

Diferenciando-se da Babilónia

Puta da Babilônia

“Esta é uma tradução automática. Se quiser ajudar-nos a corrigir esta tradução, pode enviar-nos um e-mail para contact@nazareneisrael.org“. 

Em
Revelação e o fim dos tempos
, vimos que a Babilônia (ou Bavel) é um espírito demoníaco que procura subjugar o povo para o benefício das elites. Faz isto ao causar confusão. Apocalipse 18:4 nos diz para sairmos da Babilônia, para que não participemos dos seus pecados, e para que não recebamos as suas pragas.

Hitgalut (Apocalipse) 18:4
4 E ouvi outra voz do céu, que dizia: “Sai dela, povo meu, para que não participes dos seus pecados e não recebas as suas pragas.

No capítulo, “América: Terra da Babilónia“, vimos que o Império Babilónico tem hoje a sua sede nos Estados Unidos da América. No final da Tribulação, os Estados Unidos cairão. (Na altura deste escrito, em 2020 d.C., este evento está a pelo menos 27 anos de distância, e muito possivelmente mais tempo). No entanto, embora a Babilónia esteja sediada nos EUA, o seu império abrange todo o globo e consiste na combinação dos sistemas políticos e económicos das três fés Avrahamic (o Cristianismo sem Coração, o Judaísmo e o Islão).

E, além dos mundos cristão, judeu e muçulmano, a Babilónia também usa a democracia secular para fazer as suas vontades. (Ver Apocalipse e o Fim dos Tempos para mais detalhes). Assim, ela é um império político e religioso esmagadoramente forte, que não tem paralelo na história da Terra. Yeshua nos diz que Elohim está usando secretamente esses três grupos político-religiosos para conquistar e destruir a Terra inteira.

Mattityahu (Mateus) 13:33
33 Outra parábola, Ele lhes falou: “O reino dos céus é semelhante ao fermento, que uma mulher tomou e misturou com três medidas de farinha até que tudo estava fermentado.”

Para explicar a parábola, a refeição é semente moída; e neste caso, refere-se à semente de Avraham (Judá, Joseph-Ephraim e Ismael). A semente é moída, o que nos diz que está desnaturada. Além disso, é fermentado com falsa doutrina (e falsa doutrina é pecado, porque o pecado é a transgressão da Torá).

Mattityahu (Mateus) 16:11-12
11 “Como é que não compreendes que eu não te falei sobre o pão? – mas ter cuidado com o fermento dos fariseus e saduceus. ”
12 Então entenderam que Ele não lhes disse que se preocupassem com o fermento do pão, mas com a doutrina dos fariseus e dos saduceus.

Enquanto os cristãos, judeus e muçulmanos sem corais procuram todos servir os Elohim de Avraham, todos eles partem da Torá de Yahweh-Yeshua de uma forma ou de outra. É por isso que as três medidas de refeição são levedadas (ou seja, pecaminosas). Como vimos em Revelação e o Fim dos Tempos, o fermento pecaminoso será queimado na primeira da Grande Tribulação, e o reino que resta será governado pelos santos (isto é, os Nazarenos), que servirão como o corpo de Yeshua aqui na terra.

Daniel 7:27
27 “Então o reino e o domínio, e a grandeza dos reinos debaixo de todo o céu, serão dados ao povo, aos santos do Altíssimo. O seu reino é um reino eterno, E todos os domínios lhe servirão e obedecerão [through His body]”.

Entretanto, antes que nós, o povo de Yeshua, possamos governar e reinar como Seu corpo, primeiro devemos evitar ser poluídos pelo fermento. Isto significa que devemos fugir de Babilônia, como ordena Apocalipse 18:4. Em termos práticos, o que isto significa é que precisamos nos separar tanto do judaísmo rabínico, quanto do sistema da Igreja, e nos disciplinar para fazer tudo o que Yeshua tem ordenado.

Mattityahu (Mateus) 28:19-20
19 Ide, pois, e fazei discípulos em todas as nações, imergindo-os em meu nome,
20 ensinando-os a observar todas as coisas que eu tenho comandado você; e lo, eu estou com você sempre, mesmo até o fim da era. O Amein.

Nota: para entender porque mergulhamos apenas no nome de Yeshua, veja “Immersion in Yeshua’s Name Only“, in Nazarene Scripture Studies Volume 3].

Em
Nazareno Israel
, no capítulo, “O Papado como Anti-Messias“, vimos que é a igreja babilônica (e especialmente a Igreja Católica) que ensina contra a Torá. Ao contradizer a Sua Torá, “fala palavras pomposas contra o Altíssimo”.

Daniel 7:25
25 “Dirá palavras pomposas contra o Altíssimo, Perseguirá os santos do Altíssimo, E terá a intenção de mudar os tempos e a Torá. Então os santos serão entregues nas suas mãos por um tempo, tempos e meio tempo”.

Algumas pessoas acham difícil separar-se da igreja. Alguns podem ter familiares ou amigos que ainda estão nas igrejas, e não querem julgá-los (nem mesmo com julgamento justo). No entanto, precisamos lembrar que é secretamente a igreja babilônica que monta o governo da Besta da Nova Ordem Mundial.

Hitgalut (Apocalipse) 17:3-6
3 Então ele me carregou no Espírito para o deserto. E vi uma mulher sentada numa besta escarlate que estava cheia de nomes de blasfémia, com sete cabeças e dez chifres.
4 A mulher estava vestida de púrpura e escarlate, e adornada com ouro, pedras preciosas e pérolas, tendo na mão um cálice de ouro cheio de abominações e da imundícia da sua fornicação.
5 E na testa dela foi escrito um nome: MISTÉRIO,
BABYLON, O GRANDE,
A MÃE DAS PROSTITUTAS
E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA.
6 Eu vi a mulher, embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Yeshua. E quando a vi, maravilhei-me com grande espanto.

Em Nazareno Israel também vimos que a Igreja Católica tem muitas filhas, incluindo o Protestantismo, a Ortodoxia Oriental e as Igrejas Independentes (incluindo o movimento Evangélico). Todos estes ensinam contra a Torá, e fazem parte do sistema da Besta Babilônica, e é por isso que é importante nos separarmos.

s vezes a separação física não é possível (talvez porque temos família na igreja, ou por alguma outra razão). No entanto, mesmo que não possamos nos separar fisicamente, devemos nos esforçar para fazer a separação mental e emocional mais limpa possível, porque, de muitas maneiras, as Escrituras nos dizem que nos tornamos como aqueles com quem nos rodeamos.

Misericórdia (Provérbios) 12:26
26 O justo deve escolher cuidadosamente os seus amigos, pois o caminho dos ímpios os desencaminha.

Não se separar do sistema da igreja quando Elohim claramente comanda a separação é, na melhor das hipóteses, de mente dupla; contudo, como vimos em “Dupla Mente: Esquizofrenia” em Saúde Espiritual e Cura, a mente dupla é uma falha para nos purificarmos.

Yaakov (Tiago) 4:8
8 Aproxima-te de Elohim e Ele aproximar-se-á de ti. Limpai as vossas mãos, pecadores; e purificai os vossos corações, de mente dupla.

Assim, se não nos purificarmos fugindo da Babilônia, seremos impuros (e Elohim não aceitará uma noiva impura).

A tentação para o homem natural é querer fazer desculpas para aqueles que estão nas igrejas (ou no movimento messiânico), para que possamos continuar a associar-nos com eles. No entanto, aqueles nas igrejas não guardam os mandamentos de Yeshua, e Yochanan (João) nos informa que ninguém que não cumpre os mandamentos de Yeshua O conhece.

Yochanan Aleph (1 João) 2:3-4
3 Ora, com isto sabemos que O conhecemos, se guardarmos os Seus mandamentos.
4 Aquele que diz: “Eu o conheço”, e não guarda os Seus mandamentos, é um mentiroso, e a verdade não está nele.

Em
Nazareno Israel
e outros lugares explicamos que foi Yahweh-Yeshua que deu a Torah a Israel no Monte Sinai (já que Yahweh o Pai nunca deixou a sala do trono). Assim, não importa se estamos falando da Torá de Moshe, ou da Grande Comissão e do Ministério Quíntuple, estas são ordens de Yahweh-Yeshua, e para conhecê-lo, devemos também mantê-las, como o próprio Yeshua também diz.

Mattityahu (Mateus) 7:21-23
21 “Nem todo aquele que Me diz: ‘Adão, Adão’ entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Adão, Adão, não profetizamos nós em Teu nome, não expulsamos demônios em Teu nome, e não fizemos muitas maravilhas em Teu nome?
23 E então lhes declararei: Nunca vos conheci; apartai-vos de Mim, vós que praticais o desterro!

Embora não seja nosso negócio andar por aí julgando as pessoas, somos ordenados a fugir da Babilônia – e em termos práticos, a única maneira de fazer isso é discernir se a outra parte dá ou não bons ou maus frutos. Uma árvore boa não pode dar maus frutos, e uma árvore má não pode dar bons frutos – e as das igrejas dão maus frutos, porque não obedecem aos mandamentos de Yeshua.

Mattityahu (Mateus) 7:17-20
17 “Mesmo assim, toda árvore boa dá bons frutos, mas uma árvore má dá maus frutos.
18 Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má pode dar bons frutos.
19 Toda árvore que não dá bons frutos é cortada e jogada no fogo.
20 Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.”

Mais uma vez, não é nosso propósito julgar as pessoas, mas também não é nosso propósito agradar as pessoas (mas Elohim). É por isso que temos de inspeccionar a fruta. É também por isso que Shaul nos diz que se alguém prega outra fé que não seja a fé apostólica original, para que seja amaldiçoado.

Galatim (Galatianos) 1:6-10
6 Admira-me que te afastes tão cedo daquele que te chamou em favor do Messias, para uma Boa Nova diferente,
7 o qual não é outro; mas há alguns que vos perturbam e querem perverter a Boa Nova do Messias.
8 Mas mesmo que nós, ou um mensageiro do céu, vos pregamos qualquer outra Boa Nova além da que vos temos pregado, que ele seja amaldiçoado.
9 Como já dissemos antes, agora repito, se alguém vos pregar alguma outra Boa Nova além da que recebestes, que seja amaldiçoado.
10 Pois eu agora persuadi os homens, ou Elohim? Ou procuro agradar aos homens? Pois, se ainda agradasse aos homens, não seria servo do Messias.

Talvez tenhamos tido um ministro na igreja que nos tratou bem, e temos boas recordações deles. O que devemos lembrar é que, embora fossem gentis conosco, eles estavam nos conquistando para suas blasfêmias contra Elohim, e procurando garantir que não nos purificássemos, para que pudéssemos ser aprovados no dia do julgamento. Embora o seu comportamento possa parecer agradável na carne, não é agradável no espiritual. No espiritual, é um mal camuflado.

O que os crentes esquecem tão frequentemente é que as questões de doutrina não são uma questão de gostar ou não gostar de alguém. Não tem nada a ver com a sua personalidade. Ao contrário, tem a ver com se pregam a verdadeira Torá de Yahweh-Yeshua, ou outra coisa qualquer.

O pecado é a transgressão da Torá, e ensinar contra a Torá é uma Matthew Capítulo 18 (separação) questão.

Yochanan Aleph (1 João) 3:4
4 Quem comete pecado também comete iniqüidade, e o pecado é iniqüidade.

Quando alguém está quebrando ou pregando contra a Torá, ele está pecando – e o pecado deve ser colocado fora do acampamento.

Aquele que tem ouvidos, deixe-o ouvir.

If these works have been a help to you in your walk with Messiah Yeshua, please pray about partnering with His kingdom work. Thank you. Give