Chapter 3:

Reclamando sua Herança Israelita

Após os reinados dos reis David e Salomão, ocorreu uma trágica divisão na nação de Israel que levou à formação de dois reinos separados. A nação de Israel tem estado dividida desde aquele tempo, e precisamos entender o que aconteceu para entender a missão do Messias, que é a de reunir todo o povo de Israel novamente juntos Nele e para nós sermos um só reino.

Após a divisão da nação, as duas tribos que permaneceram no sul de Israel foram chamadas “o reino do sul de Judá” (ou a Casa de Judá), e são os ancestrais espirituais (embora não literais) dos judeus de hoje. Além disso, as dez tribos do norte de Israel eram chamadas “a Casa de Israel” (ou a Casa de Efraim), que mais tarde ficou conhecida como as “dez tribos perdidas”.

A história de Israel é longa e complexa, mas a divisão aconteceu em parte porque Roboão, neto do rei David, era um cruel ditador. Quando as dez tribos do norte perceberam que ele não os amava (e pretendia tratá-los cruelmente), decidiram que seria melhor para eles se separarem do neto de David e estabelecerem seu próprio reino no norte.

Melajim Alef (1 Reis) 12:16
16 Quando o povo viu que o rei não os tinha ouvido, disse: Quê temos nós a ver com David? Não temos nada a ver com o filho de Jessé! Povo de Israel, voltem para suas casas! E você, David, procure seu próprio sustento! E assim, o povo de Israel voltou para suas casas.

Como explicamos no estudo de Israel Nazareno, a América descende espiritualmente (e talvez até literalmente) desta mesma Casa de Israel (Efraim). Não deve ser surpreendente que, seguindo o mesmo padrão, as colônias americanas se rebelaram contra o Rei Jorge da Inglaterra pelas mesmas razões que a Casa de Israel se rebelou contra a Casa de David, pois foram forçadas a pagar muitos impostos, e não foram amadas.

Assim como as colônias americanas estabeleceram um novo governo, as dez tribos do norte de Israel (Efraim) estabeleceram um novo governo sob um homem chamado Jeroboão. No entanto, Jeroboão sabia que se o povo continuasse a ir a Jerusalém três vezes por ano (como diz a Torá), sua lealdade finalmente voltaria ao seu antigo rei Roboão (no sul), o que eventualmente levaria à queda e morte de Jeroboão.

Melajim Alef (1 Reis) 12:26-27
26 E Jeroboão disse em seu coração: “Agora o reino pode voltar para a casa de Davi”.
27 Se estes homens subirem para oferecer sacrifícios na Casa de Yahweh (Jeová) em Jerusalém, então o coração deste povo voltará para seu Adom, Roboão rei de Judá; e me matarão, e voltarão para Roboão rei de Judá.

Ao invés de ver seu povo retornar ao rei Roboão, Jeroboão tomou conselho e decidiu criar uma nova fé. Esta nova fé samaritana ainda se concentraria em Yahweh, mas seria diferente em vários detalhes essenciais. Para agradar a orientação visual dos homens, ele estabeleceu ídolos (isto é, objetos visíveis de adoração e ícones religiosos) em Dan e Betel, mudando assim o local de adoração para longe de Jerusalém. Este foi um pecado muito grave.

Melajim Alef (1 Reis) 12:28-31
28 Pelo que o rei pediu conselho, e fez dois bezerros de ouro, e disse ao povo: “É demais para vocês ir a Jerusalém; aqui está o teu Elohim, Oh Israel, que te tirou da terra do Egito”!
29 E colocou um em Betel, e o outro em Dan.
30 E isto se tornou uma causa de pecado, porque o povo ia até Dan para adorar.
31 Ele também fez santuários nos lugares altos, e fez sacerdotes entre o povo, que não eram dos filhos de Levi.

Jeroboão também nomeou sacerdotes daqueles que não eram Levitas. Não é surpreendente, isto é também o que a Igreja faria centenas de anos depois: criaria uma nova fé baseada na anterior (mudando apenas alguns detalhes). Em vez de se concentrar em um Criador invisível, eles dariam culto a símbolos visíveis (como cruzes, figuras e outros ícones). Eles também mudaram o centro da fé de Jerusalém para Roma.

Jeroboam também mudou a época das festas. Ele mudou a festa de Tabernáculos do sétimo mês Hebraico para o oitavo. Isto é semelhante a como a Igreja Cristã mudaria o Shabat (Sábado) (para domingo), mudando Pesah para o domingo (chamando-o de Páscoa), e mudando a Festa dos Tabernáculos de setembro-outubro para o Natal [saturnália ou nascimento do sol inconquisto] (perto do solstício de inverno em dezembro). A Igreja Cristã tem razões muito bonitas para fazer estas mudanças, mas assim como foi no Jardim do Éden, as decisões que foram tomadas são contrárias às Escrituras, mesmo que a Igreja Cristã estivesse consciente disso, ou não, que não obedecer a Yahweh resultaria em dar toda a honra ao sol (também conhecido como lúcifer, o portador da luz, ou seja, Satanás).

Yahweh enviou profetas como Oséias e Elias para trazer o reino do norte de Israel de volta para Si mesmo, mas sem sucesso. Após aproximadamente cento e cinqüenta anos, Yahweh finalmente permitiu que o rei da Assíria levasse as tribos do norte de Israel para o cativeiro, onde eles se misturaram com os gentios e eventualmente perderam sua herança Israelita.

Melajim Bet (2 Reis) 18:11-12
11 O rei da Assíria fez os Israelitas prisioneiros e os levou em cativeiro para a Assíria. Ele os colocou nas cidades de Halah, junto ao rio Gozan, e nas cidades dos Medes.
12 E foi porque os Israelitas não obedeceram à voz de Yahweh seu Elohim, mas desobedeceram ao seu pacto, e tudo o que Moisés, o servo de Yahweh, havia ordenado. Eles não os obedeceram, nem os fizeram.

Estes foram os cativos que Yeshua (Jesus) veio libertar.

Luqa (Lucas) 4:18-19
18 “O Espírito de Yahweh está sobre Mim, porque Ele me ungiu para pregar o Evangelho aos pobres;     Ele me enviou para sarar os quebrantados de coração, para proclamar liberdade aos cativos e restaurar a visão aos cegos, para trazer a liberdade aos oprimidos;
19 para proclamar o ano aceitável de Yahweh”.

Enquanto os judeus esperavam que o Messias viesse remover seus opressores militares romanos, Yeshua disse que Ele não foi enviado em sua primeira viagem, exceto para começar a reunir as ovelhas perdidas da Casa do Norte de Israel.

Mattityahu (Mateus) 15:24
24 Mas Ele respondeu e disse: “Eu não fui enviado apenas para a ovelhas perdidas da Casa de Israel”.

Quando os Assírios foram levar as dez tribos do norte em cativeiro, eles não pararam na fronteira. Pelo contrário, eles também invadiram o Reino do Sul de Judá, de modo que os membros das doze tribos foram levados cativos. É por isso que os apóstolos escreveram em suas epístolas aos perdidos e dispersos das doze tribos de Israel.

Ya’akov (Tiago) 1:1
1 Eu, Ya’akov, servo de Elohim e do Mestre Yeshua o Messias, saudo as doze tribos que se encontram na dispersão. Saudações

A maioria dos Cristãos sabe que a Boa Nova deve ser pregada primeiramente aos judeus e também aos gentios, mas eles nem sempre percebem que no pensamento Hebraico existem dois tipos de gentios. Um “Goy” é alguém que nunca fez parte da nação de Israel, enquanto um “Ger” é alguém que pertenceu à nação de Israel, mas que se distanciou da nação (e agora é um estranho). Foram esses estranhos das dez tribos perdidas (que pertenciam à nação de Israel) que Kefa (Pedro) escreveu em suas epístolas.

Kefa Alef (1 Pedro) 1:1
1 Eu, Kefa, Apóstolo de Yeshua o Messias, saúdo aqueles que estão expatriados e espalhados no Ponto, Galatia, Capadócia, Ásia e Bitínia;

Yeshua alude às dez tribos perdidas na Parábola do Filho Pródigo. Tente lê-lo com o entendimento de que a Casa de Judá é o irmão mais velho.

Luqa (Lucas) 15:11-32
11 E Yeshua disse: Um certo homem (Yahweh) teve dois filhos (Judah e Efraim/Israel).
12 E o mais novo deles (Efraim) disse a seu Pai: “Pai, dá-me a porção dos bens que me pertencem”, e Ele dividiu a herança entre eles (o reino).
13 E não muitos dias depois, tendo reunido todas as coisas, o filho mais novo foi para um país distante; e ali ele desperdiçou seus bens, vivendo dissolutamente (na dispersão).
14 Mas, tendo perdido todos os seus bens, veio uma grande fome (de alimento espiritual) através daquele país; e ele começou a ter necessidade.
15 E indo, ele se uniu a um dos cidadãos daquele país (a Igreja Cristã); e o enviou para seus campos, para alimentar os porcos (Ídolos).
16 E ele ansiava encher seu estômago com as belotas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada.
17 Mas caindo em si mesmo, ele disse: “Quantos servos de meu Pai têm pão (espiritual) em abundância; e eu estou perecendo de fome!
18 “Eu me levantarei e irei a meu Pai e lhe direi: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti; não sou mais digno de ser chamado teu filho!
19 Faz-me como um de teus servos”!
20 E, levantando-se, foi para seu Pai. Vinha ele ainda longe, quando seu Pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou.
21 E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.
22 Mas o Pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, e vesti-lho, e ponham-lhe um anel na mão e sandálias nos pés.
23 e trazer o bezerro cevado, e matai-o; e comamos e alegremo-nos,
24 Porquanto este Meu filho estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi encontrado’. E começaram a celebrar o seu regresso.
25 E o Seu filho mais velho estava no campo; e, quando veio e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças.
26 E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
27 Este informou: ‘Teu irmão regressou, e teu Pai mandou matar o novilho gordo, porque o recebeu de volta são e salvo!’.
28 Mas o filho mais velho encheu-se de ira, e negou-se a entrar. Então o Pai saiu e insistiu com ele.
29 Porém ele replicou ao Pai: ‘Há tantos anos tenho trabalhado como um escravo para ti sem nunca ter desobedecido a uma só ordem tua. Contudo, tu nunca me ofereceste nem ao menos um cabrito para que pudesse festejar com meus amigos.
30 No entanto, chegando em casa esse teu filho, que pôs fora os teus bens com prostitutas, tu ordenaste matar o novilho gordo para ele!’.
31 Então, o Pai respondeu-lhe: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é Meu (a Tora) é teu.
32 Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.

O nome Efraim significa “duplamente frutífero”, mas também tem um significado secundário de “pródigo”.  Portanto, a parábola de Yeshua é sobre as dez tribos perdidas.

Em Israel Nazareno damos muito mais detalhes sobre como a Escritura nos diz que somos as dez tribos perdidas de Israel (Efraim) e como somos chamados à nossa herança pelo sacrifício de Yeshua.

Um dia, em breve, nossos irmãos e irmãs judeus também olharão para Yeshua, assim como O traspassaram, e chorarão por Ele, como se estivessem de luto pela perda de um primogênito.

Zajariah (Zacarias) 12:10
10 E sobre a casa de David e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei um espírito de boa vontade e de oração, e eles virarão seus olhos para Mim e chorarão por quem eles traspassaram, como se chorassem por um filho unigênito, e lamentarão amargamente como por um filho primogênito.

Já podemos ver os sinais indicadores de que Yahweh está-se preparando para realizar isto, mas até que Ele o faça, Yeshua nos diz em Sua parábola (do filho pródigo) que nossos irmãos e irmãs judeus não ficarão felizes com a idéia de que estamos voltando para casa. Eles acham que não somos dignos, Judá tem mantido a Torá de Yahweh por milhares de anos, através da perseguição Cristã, de múltiplas invasões, do holocausto e de muitos outros eventos. Eles têm sofrido e morrido nas mãos dos Cristãos pelo privilégio de manter a Torá. Eles temem que o movimento Nazareno Israelita seja uma espécie de artifício Cristão, e por isso nos rejeitam hoje.

Enquanto esperamos que Yahweh abra os olhos de nosso irmão Judá, devemos começar a aprender Torá, aprender Hebraico e devemos também nos reunir como uma congregação. Em Atos 15:19-21 os apóstolos nos dizem que antes de podermos entrar em comunhão com nossos irmãos judeus, devemos primeiro concordar em nos abster de quatro abominações espirituais:

  1. Idolatria (que é adultério espiritual) (Levítico 26:1).
  2. Imoralidade sexual (Levítico 18 e 20).
  3. Carnes estranguladas [e imundas] (Levítico 11).
  4. Sangue (Gênesis 9).

Ma’asei (Atos) 15:19-21
19 Portanto, julgo que não devemos incomodar os gentios que estão voltando para Elohim,
20 mas que lhes escrevamos para se abstenham das contaminações dos ídolos, da imoralidade sexual, das coisas estranguladas e do sangue.
21 Pois Moshé tem em cada cidade desde a antiguidade, os que pregam nas sinagogas, onde é lido a cada Shabat.

Damos mais detalhes em Israel Nazareno, mas a comunhão em uma assembléia é uma parte essencial de nossa caminhada. A menos que estejamos em comunhão com nossos irmãos, não somos realmente parte de Seu Corpo. Assim como as células de um corpo devem literalmente permanecer ligadas umas às outras para que o corpo possa viver, assim também nós devemos estar relacionados uns com os outros (em todo o mundo), para que, finalmente, o corpo de Yeshua possa estar totalmente vivo. Além disso, assim como as células de um corpo físico devem ter trocas fluidas para que o corpo esteja vivo, também deve haver trocas recíprocas dentro do corpo vivo do Messias.

Israel estava originalmente organizado em doze tribos, e também tinha um Sacerdócio Levítico organizado. O Sacerdócio Levítico foi organizado em três níveis (Levitas, Sacerdotes e o Sumo Sacerdote). Cada tribo tinha um ancião, e estava organizada em grupos de milhares, centenas, cinqüenta e dezenas. Houve também um intercâmbio entre o povo e o sacerdócio levítico. O povo trazia seus dízimos e ofertas ao tabernáculo três vezes por ano, para satisfazer as necessidades físicas do sacerdócio, e reciprocamente, o sacerdócio providenciava as necessidades espirituais do povo. Entretanto, os três festivais de peregrinação deram ao povo mais do que apenas uma oportunidade de apoiar os ministros de Yahweh, eles também serviram para unificar o povo. Na verdade, os três festivais de peregrinação deram a Israel três “reuniões familiares” por ano. No entanto, hoje estamos fazendo discípulos em todas as nações; como vamos permanecer juntos como um só corpo, quando estamos espalhados por todo o mundo?

Mattityahu (Mateus) 28:18-20
18 E Yeshúa aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda autoridade É-me dada no céu e na terra.
19 Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações, submergindo-os no Meu Nome;
20 Ensinai-lhes a observar todas as coisas que vos tenho ordenado; e eis que Estou sempre convosco, mesmo até o fim dos tempos. Amém.

[* Para saber por que nos submergimos apenas no nome de Yeshua, consulta “Imersão Apenas no  nome de Yeshúa“, en Estudos das Escrituras Nazarenas, Volume Três].

Damos mais detalhes em Israel Nazareno, mas como não estamos vivendo atualmente na terra de Israel, não podemos ir todos a Jerusalém três vezes ao ano. Por conseguinte, tem que haver outra maneira de unificar o Corpo do Messias de todo o mundo. A solução dada por Yeshua é estrutural.

Como Israel foi ordenado por tribos, agora na dispersão somos ordenados por assembléias em cada cidade. Cada congregação deve ser liderada por anciãos crentes, que servem de exemplo para o povo. Os anciãos recolhem os dízimos e oferendas do povo e os utilizam para financiar o esforço evangelístico em suas cidades. Eles também os utilizam para prover aos pobres. Aqueles que trabalham no ministério em tempo integral podem ser financiados pelos dízimos e oferendas da congregação. Dizem-nos que eles devem ser considerados dignos de dupla honra, especialmente quando trabalham na Palavra e no Ensinamento.

TimaTheus Alef (1 Timóteo) 5:17
17 Que os anciãos que governam bem sejam considerados dignos de dupla honra, especialmente aqueles que trabalham na palavra e no ensino.

Assim como os levitas davam o dízimo do dízimo aos Sacerdotes Levíticos, os anciãos devem enviar o dízimo do dízimo para o sacerdócio para apoiá-los em seu trabalho. Os sacerdotes utilizam esses fundos para conduzir missões e para a criação de materiais doutrinais e evangelísticos que beneficiam a todos no corpo. Eles também conectam todas as assembléias ao redor do mundo, para que possamos formar um só corpo, com a doutrina correta.

Qorintim Alef (1 Coríntios) 1:10
10 Rogo-vos, pois, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Yeshua, que todos faleis a mesma coisa, e que não haja divisões entre vós, mas que estejais perfeitamente unidos na mesma mente e no mesmo parecer.

Os Sacerdotes Levíticos não deveriam ter uma herança na terra (porque eles tinham que se concentrar em fazer seu trabalho).

Bemidbar (Números) 18:20-21
20 Então Yahweh disse a Aaron: “Não terás herança em suas terras, nem terás nenhuma porção entre eles; Eu sou tua porção e tua herança entre os filhos de Israel”.
21 E eis que eu dei aos filhos de Levi todos os dízimos de Israel como herança em troca da obra que eles fazem, o trabalho no tabernáculo da reunião”.

Da mesma forma, o Sacerdócio de Yeshua deve abandonar todos os bens terrenos e concentrar-se em servir Seu povo.

Luqa (Lucas) 14:33
33 Da mesma forma, qualquer um de vocês que não abandone tudo o que tem não pode ser Meu discípulo”.

É preciso muita confiança em Yahweh para renunciar a todos os bens materiais e não ter herança para transmitir aos filhos, mas este requisito ajuda a garantir que o Sacerdócio seja dedicado ao ministério, e que os dízimos e oferendas do povo sejam usados para trabalhar no ministério da maneira mais eficiente possível.

Há uma grande sabedoria no sistema de Yeshua. Do mesmo modo que cada parte do corpo humano trabalha de forma coordenada com o resto do corpo, cada parte do corpo do Yeshua deve trabalhar em conjunto com os outros para realizar a Grande Comissão. Os sacerdotes oferecem a liderança e unem o corpo; os anciãos recolhem o dízimo, a oferenda e conduzem a Grande Comissão localmente; a congregação apóia o trabalho e leva a mensagem para as ruas. Quando cada parte faz sua parte, todos dão, e todos recebem. É assim que todo o corpo trabalha em conjunto.

Efesim (Efésios) 4:16
16 de quem todo o corpo, bem ajustado e unido pelo que cada articulação proporciona, de acordo com o trabalho adequado, pelo qual cada parte faz sua parte, promove o crescimento do corpo para a edificação de si mesmo no amor.

Yeshua tem dado a Sua noiva um grande trabalho, que ela tem que fazer enquanto Ele está ausente. Neste momento Ele está observando dos céus para ver quem está fazendo, com todas as suas forças, o que Ele nos pediu para fazer, da maneira que Ele nos disse para fazermos. Ele nos disse que, quando Ele retornar, Ele retribuirá a cada um de acordo com o que fizemos por Ele.

Hitgalut (Apocalipse) 22:12
12 “E eis que venho em breve, e Minha recompensa vem Comigo, para dar a cada um conforme a sua obra”.

A Viagem da Noiva a Casa

Em Israel Nazareno damos mais detalhes sobre como a noiva Israel tem se perdido dentro da Igreja Cristã, assim como a forma em que ela tem que voltar à fé original, para agradar a seu marido. Mostramos também como o movimento Messiânico é um bom passo transitório de volta à fé original.

Para obter mais informações, você pode visitar nazareneisrael.org/pt-br e ver o estudo Israel Nazareno, no menu Recursos, secção Livros. Lá você poderá encontrar uma grande quantidade de informações sobre o movimento “Israelita Nazareno”, e nosso trabalho para restaurar a fé apostólica original nesta era moderna.

Shalom.

If these works have been a help to you in your walk with Messiah Yeshua, please pray about partnering with His kingdom work. Thank you. Give